Viajar de trem pela Itália


Você vai pra Itália e quer conhecer várias cidades? A dica então é utilizar o trem. O meio de transporte é confortável, de fácil entendimento e com pouca burocracia, ajuda na hora de se deslocar entre uma região e outra. O país é inteiramente conectado por trilhos que, com certeza, te levarão ao seu destino.


Existem tipos de trens diferentes na Itália, como os de alta velocidade e os regionais, e duas empresas que operam, a Trenitália e a Italo. O conforto nos trens e a segurança é praticamente a mesma. O que muda, basicamente, é o tempo que você levará para se deslocar entre a origem e o destino.

De Milão a Roma, por exemplo, o trem Frecciarossa (alta velocidade operado pela Trenitália), leva em média duas horas e meia para chegar, em uma velocidade de 250km/h. Esses trens são mais caros, porém param em poucas estações, o que facilita a viagem. Aqui o passageiro saberá o lugar onde irá sentado e o número do vagão.


Já os trens regionais, são os famosos “pinga-pinga”. Se você vai de Florença a Pisa, por exemplo, levará 1h15min minutos para chegar. Entretanto, o trem passará por várias estações, tantos as centrais, quanto as de interior. Não há lugar demarcado para sentar, nem número do vagão. Basta entrar e sentar em qualquer poltrona.

Comprando o bilhete

Os bilhetes para viajar de trem podem ser comprados de diversas maneiras. Pela internet, pessoalmente em um guichê ou nas máquinas eletrônicas nas estações.


Dica de economia: Se você tem definido o roteiro da sua viagem e sabe certinho quais cidades irá passar, vale pesquisar com antecedência pela internet os bilhetes. Geralmente três meses antes da partida o ticket estará disponível para compra, com preço mais baixo.  

No guichê você comprará direto com um funcionário da empresa que irá lhe ajudar a escolher a melhor rota para sua viagem, e claro, tirar todas as suas dúvidas.

Já nas máquinas eletrônicas a compra dos bilhetes é no estilo self-service. Por exemplo, você está em Roma e quer ir a Florença. Ao chegar numa das máquinas, basta selecionar a língua, que infelizmente não tem Português, mas Espanhol e Inglês já ajudam muito. E, em seguida ele selecionará automaticamente o nome da estação onde você estará. Vamos usar a Roma Termini, principal ponto da cidade. Você vai escrever na tela o nome da cidade de destino e imediatamente o sistema trará as estações. No nosso caso é Firenze, e como queremos ficar em um ponto central iremos escolher Santa Maria Novella, que fica perto das principais atrações do local. Pronto!

Em seguida aparecerá o valor da viagem para primeira e segunda classe, basta selecionar e pagar. O pagamento pode ser em cartão e dinheiro (moeda e cédulas). Não é possível selecionar o vagão e o número do assento, o sistema fará isso por você. Todos os vagões são parecidos, então, sem problemas