Um banho de energia na Rota das Cachoeiras de Corupá



Santa Catarina guarda surpresas ao longo do seu território. Quem gosta de praias, tem um Litoral repleto de opções, do surfe às praias tranquilas para passeios com a família. Há também cenários naturais onde a Mata Atlântica é a protagonista. É o caso de Corupá, no Norte, e sua Rota das Cachoeiras.

A área de privada de preservação, de uma empresa de reflorestamento, foi criada em 1989 e ampliada em 2002. São 14 quedas d’água em uma região que mantém praticamente intacta a fauna e a flora locais. A estrutura do lugar possui estacionamento, loja de souvenirs, lanchonete e banheiros.


A entrada para o parque custa R$ 20 e você deve comprar no caminho, porque a equipe da portaria apenas recebe o ingresso e o termo de responsabilidade (como o passeio é sem guia, você precisa se responsabilizar por subir a trilha). Faltando 12 quilômetros para chegar ao local (placas indicam o percurso), há um mercado onde é feita a venda. Adiante, faltando um quilômetro para o início da caminhada, há uma lanchonete que também vende. 


Não é um percurso de altitude, são 500 metros morro acima. Mas é de nível médio, com partes bem íngremes. Toda a trilha é sinalizada e boa parte dela tem corrimões e degraus. A orientação dada no início da trilha é para ficar atento às placas, para entender onde está indo, as informações do percurso e os possíveis riscos, como tomar banho em cachoeira não permitida.


Completamos o percurso de ida e volta em 3h, esta é a média indicada nos panfletos entregues na portaria. A maioria das pessoas leva entre três e quatro horas para subir e depois retornar até a entrada do parque.



 Saiba o que levar para a trilha

Leve roupa confortável. Não se esqueça dos tênis ou calçados de trilha. Lembre-se que é um terreno acidentado, tem pedras, bichos, lama e trechos escorregadios. No dia em que subimos tinha muita gente de chinelo de dedo, correndo o risco de se machucar.

Outra coisa, mesmo com sol ou que você não entre na água, você irá se molhar. Em algumas das cachoeiras a força da água é tamanha que os respingos parecem uma garoa. Na 14ª queda, principalmente, prepare-se para um verdadeiro banho. Esta última é a mais incrível: tem 125 metros de queda d’água e o barulho é tão intenso, que parece a turbina de um avião.

Leve uma fruta ou sanduíche para fazer um lanche antes de retornar. Tenha uma garrafa d’água também e aproveite para recarregar no caminho. Água potável é o que não falta no local.

Tente chegar cedo, que é quando tem menos gente no local. O parque abre às 7h30min, mas a permissão para subir vai somente até 16h no Verão (para ter tempo de subir e descer com a luz do dia).

Indo cedo, você tem a chance de dar mais uma circulada pela simpática Corupá. Aproveite para conhecer e almoçar no Seminário Sagrado Coração de Jesus. Há um museu, restaurante, café colonial, lojinha de presentes e toda a arquitetura do prédio onde vivem os seminaristas.