48 horas em El Calafate


Ana Paula Ruschel Lenac – viajante e diretora de atendimento da Oficina das Palavras

A viajante Ana Paula Ruschel Lenac e seu marido estiveram em El Calafate e trazem aqui no Passaporte Oficina dicas práticas de como aproveitar a cidade se o seu tempo estiver corrido. Confira:

1. Faça uma caminhada de reconhecimento no centrinho da cidade. É pequeno, mas vale a pena parar e curtir um café ou um chocolate quente. Eu e meu marido conhecemos uma livraria/bar que foi demais. A decoração misturava livros novos e usados (para venda), muitas frases espalhadas pelas paredes e um cardápio de lanches e drinks bem variados.  Recomendo: Borges yAlvarez Libro Bar


2. Não deixe de contemplar a vista para o lago. Se o seu hotel não permitir isso, caminhe pela orla. Reserve um tempo para admirar esse panorama à noite. Encante-se;

3. O prato tradicional por lá é o cordeiro patagônico. Há vários restaurantes que o oferecem. Acabamos optando pelo restaurante de nosso hotel, o Xelena;


4. Falando em refeição, vale a pena uma passada pelo restaurante Don Pitchon. A vista é maravilhosa. A van deles nos pegou no hotel. Pedimos Parrilla e estava uma delícia;

5. Reserve um dia inteiro para passear pelo Glacial Perito Moreno que fica dentro do Parque Nacional. Saímos do hotel umas 10h e retornamos umas 16h. Vale muito a pena pagar por uma excursão, pois as explicações dos guias fazem toda a diferença;


6. No Perito Moreno há opções de trekking e navegação. Leia bem tudo o que é oferecido, afinal aproveitar ao máximo esse grande bloco de gelo é a grande razão de sua ida até El Calafate;


7. Está com tempo? Vá até El Chaltén na divisa com o Chile. Lá a dica é aproveitar turismo de aventura!