Dicas para viajar para o Chile


Você acompanhou aqui no Passaporte Oficina as dicas da Samara Vieira para preparar um roteiro de 4 dias no Chile. E se você se animou com a ideia, a Samara divide ainda mais algumas dicas que valem a pena anotar.

Confere aí!

Se você quiser, poderá negociar os passeios com várias agências quando chegar em Santiago. Terão flyers no hotel e pelos restaurantes. Não há necessidade de comprar os passeios com antecedência, até porque muitos deles dependem das condições do tempo. Veja a possibilidade de fazer combos, assim os passeios ficam mais baratos.

Programação noturna:
O comércio da cidade começa por volta das 10h e fica até bem tarde da noite, lá pelas 21h. É uma ótima opção conhecer as lojas do Centro Histórico, as praças e, claro, para quem quer uma comida diferente e com um bom ambiente tem o Patio Bellavista, que fica próximo de uma das Universidades. Ambiente lindo, aconchegante e perfeito para curtir um happy hour.


Algumas dicas:
- O fuso tem uma hora a menos por lá e os dias demoram mais para amanhecer.
- A moeda lá é o peso chileno. Acompanhe a conversão antes de viajar e compre um pouco apenas se achar promoções. Em geral é bem tranquilo trocar nas casas de câmbio (são muitas por lá) ou pagar em cartão. Alguns locais ainda aceitam reais e dólares.
- A passagem de metrô é baratinha (cerca de R$ 4) e é seguro e fácil se localizar. Aproveite para fazer passeios noturnos de metrô. Se você estiver hospedado no Centro Histórico, por exemplo, é bem fácil chegar no Patio Bellavista assim.
- Alimentação não é muito barata em Santiago, por isso vale a pena pesquisar, pegar promoções e provar coisas alternativas.

- Prove o suco de framboesa! É difícil de achar por aqui e é uma delícia. Também não deixe de provar o pisco, bebida típica deles. Lembra uma cachaça mais adocicada.