Quando não visitar Punta Del Este


Se você está planejando conhecer novos lugares na América do Sul e Punta Del Este, no Uruguai, está no seu roteiro, repense! O blog do Passaporte Oficina esteve por lá em junho deste ano e comprovou que o luxuoso balneário funciona completamente apenas na temporada de Verão, ou seja, do final de outubro até fevereiro. No restante do ano, o comércio e os atrativos turísticos ficam total ou parcialmente fechados. De verdade: lojas, supermercados, restaurantes, padarias, sorveterias e até Mc Donald’s fecham.

No primeiro momento causa muita estranheza, depois se acostuma, com um misto de raiva por ter ido numa época em que não se pode aproveitar tudo o que a bela Punta tem a oferecer. Lojas vazias, somente com o manequim na vitrine, deixam avisos colados na porta dizendo “nos vemos na próxima temporada”. O Mc Donald’s da rua apresenta um comunicado informando que somente a unidade do shopping estará funcionando, o mercado Disco, que tem duas unidades na cidade, fica com apenas uma em funcionamento.

E sabe aquelas dicas que você pega em blogs de lugares imperdíveis para comer guloseimas? Esquece. O Churros do Manolo e a Gelateria Arlecchino, por exemplo, nem sinal de vida, nem mesmo aos fins de semana. E almoçar ou jantar por lá, pode ser mais um desafio. Muitos restaurantes também não abrem as portas.


Casa Pueblo pela metade

No quesito turismo, prepare-se para se frustrar mais um pouco por dar com a cara na porta ou ainda só conhecer uma parte do local. Na Casa Pueblo, por exemplo, ponto obrigatório de turistas, o restaurante e hotel que fazem parte do complexo ficam indisponíveis para visitação. Portanto, aquela foto clássica perto do mar com as curvas da casa de Carlos Paés Vilaró, vai ter que ficar para o Verão. Museus que têm por lá, como o Ralli, que abriga esculturas de artistas latino-americanos, também não abrem. E a fazenda do La Pataia, marca famosa de doce de leite uruguaio e que fica perto de Punta, mantém o mesmo aviso aos visitantes.


O agito das praias, como a badalada Bikini Beach, com estrutura para receber muitos jovens que curtem o dia com muita música, diversão e animação que vai até o entardecer (perto das 21h no Verão) e depois nas baladas próximas, não existe no Inverno. Um lugar deserto, silencioso, só com o barulho do mar. Nada ao redor aberto, nem bares, restaurantes ou botecos. Calmaria total.