Viajar sozinha é uma experiência de autoconhecimento



por Naiara Alves, modelo

Em setembro, deixei New Delhi, capital da Índia, onde estava morando, e viajei para o Nepal, na região dos Himalaias. Fui sozinha desbravar um país totalmente desconhecido por mim. Quem me conhece sabe que não gosto nem de ir ao supermercado sozinha. Tenho uma irmã gêmea, a Nara, e me acostumei a dividir todas as coisas, desde a barriga da minha mãe.

Confesso que fiquei em uma pilha de nervos quando decidi viajar sozinha para o Nepal. Não sabia se seria uma boa experiência, mas resolvi arriscar. Pensava em mil coisas durante o voo até o destino, coisas do tipo “Com quem eu vou conversar?”, “Com quem eu vou sair para comer?”, “Será que as pessoas me olharão de forma estranha? Uma garota de 23 anos andando sozinha em um país de cultura tão diferente.”.

Já visitei vários países de culturas bem diferentes, entre eles África e Índia, mas a experiência no Nepal foi completamente diferente. Eu estava sozinha, escolhia os lugares onde queria estar, ficava o tempo que queria ficar, observava tudo com atenção e sem distração de outras pessoas dizendo que estão cansadas ou querem ir pra outro lugar, ou não querem andar na chuva. Eu, sozinha, andei em dias de chuva e ensopava as roupas, mas estava feliz. 

Uma viagem sozinha é uma viagem de autoconhecimento e crescimento pessoal. Aprendemos a escutar os próprios desejos, o que realmente queremos e o que realmente gostamos de fazer. Nós achamos que nos conhecemos, mas às vezes guardamos vontades que nem sabíamos que existiam, atrás das pretensões e desejos dos outros. Você sai de casa achando que vai conhecer apenas outro país, mas volta se conhecendo a si próprio.

Viajar sozinha é algo que aconselho a todos. Pode ser uma viagem curta, uma cidade vizinha a sua, mas tem que ser um lugar desconhecido. Mesmo no Brasil há milhares de lugares maravilhosos para conhecermos.


A minha dica é: deixe o seu "eu" mandar na programação durante a viagem. Se você quer ficar no hotel e dormir o dia e só sair no dia seguinte, faça! Você que faz as regras. E garanto que você vai sentir um prazer enorme nisso. E vai querer fazer de novo. Experiência própria!