Paris faz campanha para coibir os cadeados apaixonados


Foi na romântica Paris que os apaixonados iniciaram a mania de pendurar cadeados nas pontes, em um ritual de amor eterno. Os nomes gravados no equipamento e a chave jogada no fundo do rio fazem parte do desejo de uma longa vida a dois.

Mas em 2014, o governo francês precisou retirar as grades de algumas das mais famosas pontes com receio de desabamento. É que, feitos de ferro e aço, os milhares de cadeados começaram a comprometer a estrutura das obras.

A prefeitura, novamente, vem trabalhando para desencorajar os enamorados. Para tanto, em vez de grades, colocou painéis de acrílico para assegurar a segurança dos pedestres no entorno dos rios. Também estão sendo espalhadas placas de sinalização com as frases: “sem cadeados, Paris agradece” e “declare seu amor de outra maneira”.


A capital francesa é a cidade com maior visibilidade entre os casais, pelo romantismo natural que o lugar emana. Mas Nova York e até Cingapura já sofrem também com esta questão.