A viagem dos sonhos no mundo mágico da Disney


Hoje, começamos com a história de viagem da mamãe Rafaela Reinert de Souza, que conta um pouquinho da sua experiência mágica pelo mundo encantado da Disney, primeira viagem do pequeno Antônio, com menos de um ano de idade. 


A magia de Walt Disney World não tem idade. Você pode ser criança aos 15, 20, 30 anos ou até mais. Porém a experiência de mergulhar nesse mundo mágico ao lado de uma criança é fascinante. Muitos pensam que fomos loucos de levar uma criança com menos de um ano para os cansativos e caros parques da Disney. E porque não? Aos 9 meses de vida, Antônio não pagou passagem (geralmente as tarifas e passagens parciais são cobradas a partir de 2 anos), nem os ingressos do parque (valor integral é a partir de 3 anos). Quer algo mais econômico ainda? Nessa idade ele ainda não pede doces, nem brinquedos, nada que acrescentasse aos custos da viagem. Até aí tudo perfeito, mas essa aventura pode ficar ainda melhor…


Ver os olhos brilharem e o sorriso tomar conta do rosto de um filho é algo impagável. Estudos confirmam que ele não irá lembrar da viagem quando crescer, mas nós pais jamais esqueceremos como foi bom voltar a ser criança ao lado do nosso pequeno. Mesmo sem reconhecer os personagens ele distribuiu sorrisos e palmas a cada encontro com a Turma do Mickey (algumas crianças têm medo dos personagens - tivemos sorte será?). Shows repletos de cores e sons cativaram o menino que também se apaixonou por balões e pelos animais.


Passamos 15 dias em Orlando, em um período muito quente (temperatura entre 35 e 39 graus), visitamos quatro parques do complexo Disney: Magic Kingdom, Animal Kingdom, Hollywood Studios, Epcot e mais dois parques aquáticos (boa pedida para o calor). Todos os parques são muito bem estruturados com excelente suporte para bebês. O Baby Care Center é um local com serviço completo para trocar fraldas, preparar alimentos ou pelo menos refrescar-se um pouco no ar condicionado assistindo desenhos animados na TV. Parada obrigatória para todos os pais com crianças menores.


Uma das principais dúvidas é sobre o voo. Para nós foi super tranquilo. Antônio fez decolagens e pousos mamando e dormindo e parecia não sentir a diferença entre estar no ar e em terra firme. A alimentação tanto no voo quanto nos EUA ficou bem restrita. Optamos por frutas para complementar o leite materno conforme recomendação do pediatra.


Nos preparamos intensamente para esta viagem incrível, dedicamos algum tempo para leituras de blogs específicos sobre viajar para Disney e com crianças, aprendemos bastante, descobrimos muito mais coisas na prática e nos surpreendemos a cada dia com a alegria e as respostas dele sobre a viagem mesmo sem ainda dizer uma palavra. Viajar é bom não é? Viajar com quem amamos não é muito melhor?