Dicas indispensáveis para viajar com crianças menores de três anos


Viajar em família é sempre divertido, mas quando as crianças são muito novinhas é necessário prestar atenção em alguns detalhes para garantir que o passeio seja repleto de alegrias. Para ajudar os viajantes, nós do Passaporte Oficina pegamos algumas dicas com pessoas descoladas, que já estão acostumadas a botar o pé na estrada acompanhadas dos pequenos viajantes.


Para começar, conversamos com a advogada Monica Regina Pereira Kienast. Acostumada a viajar com a família, ela traça roteiros sempre na companhia da filha mais velha, a Maria Luiza, de 11 anos e a sua caçula, Maria Catarina, a Cacau, de 3 anos, que já conheceu Punta del Este, Montevideo e Riviera no Uruguai, Miami, Nova Iorque, Boston, Chicago, Orlando e Havaí, nos Estados Unidos e Joanesburgo, Cidade do Cabo e Jefreys Bay, na África do Sul:



Dica 1: Documentação
Como advogada, a minha principal preocupação era a questão documental, pois o passaporte das crianças não tem a mesma validade que o de adultos e precisam ser renovados com antecedência. Além do passaporte, também é importante verificarmos as regras de autorização de viagem para menores, principalmente quando desacompanhados de um ou de ambos os pais. Para cada destino a regra varia, por isso, é importante prestar atenção aos detalhes.



Dica 2: Vacinação
Esta é uma preocupação que temos que ter sempre ao viajar: observar se o país que visitaremos exige algum tipo de vacina específica. Por exemplo, quando a Cacau tinha cinco meses fomos para a África do Sul e tivemos que ter um cuidado especial para atender todas as exigências previstas no visto de saúde, como, por exemplo, tomar a vacina da febre amarela.


Dica 3: Alimentação
Alimentação não tem muito mistério. Costumamos fazer mercado e escolher opções saudáveis nos locais por onde passamos. No meu caso, como nas viagens a Cacau ainda mamava no peito, a alimentação não me preocupou muito, mas uma opção para as crianças é apostar forte nas frutas. E, dependendo do destino, vale sempre provar os pratos típicos, até mesmo aqueles que não fazem parte do dia a dia das crianças. Só precisamos ficar atentas aos temperos e ingredientes diferenciados.


Dica 4: Carrinho
Muito importante é investir em um bom carrinho. Escolha um modelo leve e confortável, pois são práticos de montar e desmontar, o que facilita na hora de embarcar em algum meio de transporte. Além de transportar as crianças, o carrinho também carrega um bocado de bolsas e compras, ou seja, é indispensável para qualquer turista (rs).


Dica 5: No aeroporto
Manter a atenção das crianças nem sempre é uma tarefa fácil. Para as horas nos aeroportos e nas conexões, uma sugestão é apostar em diversos livros de desenhos para colorir, joguinhos e bolinhas de sabão, além dos atrativos eletrônicos.


Dica 6: Fotos
Parece uma sugestão dispensável, mas não é: cada momento das crianças é um momento único, uma primeira experiência, e ver que elas estão descobrindo um novo mundo através de viagens é ainda mais encantador. Por isso, faça muitas fotos e vídeos de todos os momentos de diversão, conhecimento, novidades, pois vocês podem assistir isso tudo depois, quando já tiverem em casa, e engrandecer ainda mais esta experiência com os pequenos.