Não faça intercâmbio

Afinal, quem gostaria de aprender mais, treinar ou descobrir mais sobre um novo idioma, conhecer novas culturas, paisagens, gastronomia típica e pessoas? Não é legal se desafiar, se jogar para um lugar diferente, longe de casa, acumular experiências que valerão para conhecer a si próprio, para tornar-se uma pessoa mais independente e confiante.



Sunday Roast (o “churrasco” britânico de domingo. Não se compara ao nosso churrasco com maionese).


O famoso Full English Breakfast (o café da manhã britânico, que vale por um almoço. O feijão doce parece estranho, mas é tudo muito gostoso).

Obviamente, o parágrafo acima é cheio de ironias. Fazer um intercâmbio, além de todos os benefícios para o currículo, é uma forma legítima de buscar o autoconhecimento, especialmente se você for sozinho.

Viajar é lindo e todo mundo gosta, mas unir isso a uma atividade que lhe traz resultados, seja estudando ou trabalhando, amplia ainda mais os seus horizontes e traz ainda mais vantagens.


A viajante Mariane Bunn, que fez um intercâmbio de 40 dias em Londres, separou quatro dicas valiosas para quem ainda está em dúvida sobre fazer ou não um intercâmbio e como executá-lo.

Quero Bolsa

1 - Pesquise uma agência, uma ONG (AIESEC, por exemplo) ou um agente de viagens que você tenha boas referências e que lhe transmita confiança. Pesquise MUITO, mesmo, pois você estará investindo um valor alto e ninguém quer ter as expectativas frustradas, né?

2 - Vá até a agência com uma pesquisa prévia de países, assuntos e escolas que você tem interesse. Isso facilita o filtro da agência pra te oferecer opções que se encaixam perfeitamente no que você está buscando. E claro, já faça uma média de quanto pretende investir.

3 - Escolheu seu destino? Ótimo, mas antes de fechar o contrato pesquise muito sobre o lugar, alimentação, cultura, clima na época do ano em que você vai, gastos médios diários e veja se encaixa com o que você está esperando.

4 - Quando você partir, pare de se preocupar em manter o Brasil atualizado do que você está fazendo sempre. O fuso horário muitas vezes te faz perder bons momentos enquanto você está esperando sua mãe ligar no Skype. Não esqueça da sua vida aqui, mas entenda que por um período a sua vida é lá. ;)

Sites e aplicativos úteis:
O Numbeo é um site colaborativo que apresenta os custos de produtos, aluguel, transporte em diversas cidades do mundo. É bem interessante e dá até pra comparar o custo de cidades.
http://www.numbeo.com/cost-of-living/

City mapper
Nele você consegue traçar a sua rota e ele te dá as melhores opções de transporte com um tempo de viagem bem preciso. Eu fazia tudo com ele na mão em Londres, enquanto tinha internet móvel. Quando fui pra outros países e fiquei sem internet, fui obrigada a apelar ao mapa de papel :P
https://citymapper.com