Uma miragem chamada Dubai


Por Caroline Beber, jornalista 



(Pôr do sol no Deserto de Dubai) 
Minhas primeiras impressões nas terras árabes? A primeira foi a de que, enfim, eu estava na cidade do futuro (para mim, um futuro ainda distante). Já a segunda impressão foi de questionamento, sobre se tudo aquilo não passava de uma miragem em meio ao deserto. Dubai é assim mesmo, impressiona na modernidade, na cultura, na criatividade e na riqueza. E durante sete meses muito bem aproveitados, tive a oportunidade de morar nesta cidade onde dizem que tudo é possível. 

Experiência Profissional


(Julio César Franzoi, meu namorado e razão de eu pousar em Dubai)
Cheguei para morar em definitivo em Dubai em setembro de 2015. Por que Dubai? Meu namorado trabalhava lá, então, após me formar em  Jornalismo decidi unir o útil ao agradável.  Ficar pertinho do love e ainda poder agregar essa oportunidade internacional tanto no currículo quanto na minha vida pessoal. 

(FLC Team – Todos os colaboradores da empresa)
Saí do Brasil com um estágio de três meses encaminhado na empresa FLC (http://flcmodels.com/), que é dividida em quatro áreas: Marketing, Produção e Modelos, Eventos e Digital.  No meu primeiro dia na empresa pude sentir que um novo e lindo desafio havia começado. Diferentemente do Brasil, a semana nos Emirados tem início no domingo e vai até quinta-feira. Aprendi um pouco de cada área na empresa e um pouco de cada cultura, afinal trabalhava com cerca de 30 pessoas ao meu redor, sendo que eu era a única brasileira e latina em meio às diversas nacionalidades.


(O time no qual eu trabalhava diariamente na FLC Models Team:  Aj Reyes (Filipino), Heshani Malwenna (Siri Lanka), Nouna Khorasanee (Irã), Leng Panganiban (Filipina) e Gyn Cabrera Mendonza (Filipino). 

Vale ressaltar que a população local de Dubai gira em torno de 20%, os outros 80% são estrangeiros que vão para trabalhar e turistar. Confesso que amava ser a única brasileira. Desta forma, pude focar e aprimorar meu inglês. Mas amava ainda mais o fato de poder estar lá, imersa em meio a tanta cultura em apenas uma sala. Meu estágio e toda minha experiência foi no grupo de Produção e Modelos. O horário de trabalho ia das 9h às 18h. Nos três primeiros meses eu ajudava em tudo para poder aprender e entender todos os processos e etapas. Fiz produção de conteúdo digital, ligações, ajudava em todos os briefings que recebíamos de clientes, castings, entre tantas outras atividades.  


(Reunião semanal de time onde compartilhávamos nossos trabalhos)
A empresa é muito bem comandada por dois sócios: o indiano Mr Ganesh Iyer e a romena Ms Adriana Usvat. Ambos sempre muito presentes e dispostos a ajudar em tudo e a todos. O que eu admirava neles era o modo em como lideravam. Toda semana havia algo diferente, uma palestra motivacional, um almoço coletivo com os colaboradores, o funcionário destaque do mês, um sino no meio do escritório para tocar a cada nova conquista, enfim, diversas formas inovadoras de se trabalhar em um dia a dia que, para todos, soava bem distante de nossas verdadeiras raízes. 

Após os três meses de estágio, tive o prazer de ser contratada. Minha função era de Model Coordinator, ou seja, eu entrava em contato com agências de modelos ao redor do mundo em busca de modelos internacionais para trabalharem no mercado da moda em Dubai. A empresa possui um apartamento que acomoda oito pessoas, então sempre tínhamos uma rotatividade de oito meninas que assinavam contrato conosco, durante o período de dois meses. Antes de a modelo vir para Dubai era realizado todo um processo de seleção e entrevista via Skype. Além disso, ainda me envolvia com briefings de clientes e redes sociais.
  

(Equipe nos Backstage de desfiles de moda onde auxiliávamos nossas modelos e prestigiávamos nossos clientes)

Minha passagem na empresa durou até o final de abril de 2016, pois meu namorado acabou sendo transferido para Hong Kong. No último mês de trabalho, pude ensinar para a minha substituta, a indiana Priya Nair, tudo o que com muito carinho todos do escritório haviam passado para mim. Apesar de minha estadia ter durado poucos meses, posso afirmar que essa experiência foi uma das mais enriquecedoras da minha vida.  Além de todo o aprendizado, fiz grandes amizades que levo bem guardado no meu coração que hoje, divide-se em várias partes do mundo. 


Para quem quiser acompanhar um pouco mais das minhas viagens é só seguir meu Instagram @carolinebeber.  Estarei postando em breve novos lugares incríveis. Espero que tenham gostado!