Minha Viagem: por Tércio Pereira

O empresário Tércio Pereira é um verdadeiro viajante. Conhece vários países, em diferentes continentes e tem como meta de vida acumular mais quilômetros ao redor do planeta. Aos 27 anos, ele tem uma grande bagagem cultural e sugere aos leitores do Passaporte Oficina algumas das cidades que mais gostou.

Tóquio, Japão


É a cidade com a maior densidade demográfica do mundo. Você sempre está rodeado de uma multidão. O contraste dos arranha-céus com os templos budistas é o diferencial. Tóquio consegue ser tradicional e moderna ao mesmo tempo. Tudo funciona bem, existe uma cidade debaixo da terra e outra em cima. Dos pontos que mais gostei estão o bairro Shinjoku e Harajuku, o templo Sensoji, o santuário Meiji e a Tokyo Sky Tree.

Pequim, China


A começar que a cultura é milenar e as diferenças culturais, absurdas. É um país extremamente fechado para o turista. Quando eles veem você na rua logo querem tirar foto ou ficam olhando espantados. O táxi não te atende como nos outros países. Lá também não funciona Facebook, Instagram ou Youtube. O inglês deles é ruim e eles vendem carne de cachorro nas ruas. Tem diversos tipos de polícias para os diversos tipos de pessoas. Pode parecer ruim, mas, ao contrário, não é, porque garante a sensação de segurança. Pequim foge muito da nossa realidade, o que torna isso tudo marcante e incrível. A cidade é linda e incrível com lugares fantásticos. Os templos são extraordinários, a culinária bem crazy e nas redondezas tem a muralha que é inexplicavelmente fantástica!

Londres, Inglaterra


Cosmopolita, Londres tem a rainha, os castelos, os pubs, os mercados, as infinitas ruas. Tudo que você quer encontra lá. Simplesmente demais. Algo que indicaria fazer: comer macarrão ao pesto no Hyde Park.

Cusco, Peru  


Quem viaja pra Cusco logo pensa em Machu Picchu, que, claro, é a principal atração da região. Mas a cidade é um charme, cheia de construções Incas e coloniais, muros e casas feitas de barro, ruas estreitas, uma atmosfera bem de mochileiro. A culinária da cidade é de outro mundo.  A população é super agradável, a cultura é incrível, recheada de cores e sabores. Algo que indicaria: massagem Inca, comer Cuy (espécie de roedor), tomar pisco e visitar o mercado público.

Chiemsee Prien, Alemanha


O lago Chiemsee é o maior da Baviera e é simplesmente inesquecível. Para chegar lá tem que pegar um trem até Prien AM Chiemsee (uma cidadezinha fofa). A cada 20 minutos os barcos partem. A principal atração é ir até o Herreninsel para visitar o palácio do rei Ludwig II que fica em uma ilha. Lá tem um jardim fantástico, o museu do rei Ludwig e o Mosteiro Agostiniano, além de uma floresta assombrada que te faz pensar em estar num filme de vampiros. Tudo isso é muito bacana, mas o que mais me chamou a atenção foi o próprio lago. A natureza caprichou. Além de você ver de longe as casinhas alemãs do outro lado, você ainda vê os Alpes da Baviera. Dica: deixe pra voltar mais perto do pôr do sol. Ver este espetáculo será algo que ficará para sempre na sua lembrança.

Colonia Del Sacramento, Uruguai


Minha coleção de países está se encaminhando para 25. Até hoje nunca achei um lugar tão delicioso como Colonia Del Sacramento. Talvez tenha alma hippie. Só pra ter noção do quanto gosto desta cidade, já cheguei a pegar a moto e ir de Santa Catarina até lá. Patrimônio da Unesco, é cheia de pousadas, restaurantes e galerias. Banhada pelo Rio da Prata, tem um centro histórico incrível. Bem arborizada, a cidade mostra que parou no tempo. Dá pra fazer tudo a pé. Dica: passar o dia comendo assado, bebendo cerveja e ficar lagarteando até as 22h,que é quando o magnífico sol se põe no rio.