Estudantes têm novas regras para entrada na Austrália


Com as medidas apresentadas pelo governo australiano e que passaram a valer no dia 1º de julho está mais rigoroso conseguir o visto de estudante. Agora, os interessados precisarão comprovar seus conhecimentos em inglês, que antes não era obrigatório, e está mais alto o valor da renda disponível para comprovação de que o aluno tem como se bancar no país.

Isso significa que, mesmo tendo permissão de trabalho, o estudante tem que apresentar uma quantia equivalente ao período em que estará em território aussie (AU$ 1.652,50 mensais).

Apesar destas novidades restritivas, estima-se que a Austrália se mantenha como um dos principais destinos para os brasileiros, graças às possibilidades que o país oferece como a longa duração do visto, o trabalho em determinado período e até a migração para visto temporário ou permanente. Extinguem-se as subclasses de visto estudantil também. A outra novidade é que todos os protocolos são, agora, pela internet. Apesar disso, será mantida a avaliação pela Embaixada em Brasília.